Capital paulista registra a tarde mais quente do ano

09/02/18 18:24 - Sexta-feira

Segundo dados das estações meteorológicas automáticas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, a tarde desta sexta-feira (09) registrou a temperatura máxima mais alta do ano com 33,8°C de média na Cidade. Já na Zona Norte, no bairro da freguesia do Ò esse valor foi ainda maior com 36,5°C. Anterior a esse dado, o dia mais quente do ano havia sido computado em 24/01 quando a Capital paulista registrou 33,5ºC e na Freguesia do Ò, Zona Norte, o valor foi de 36,1°C.


"Essa condição de altas temperaturas é normal nesta época do ano, especialmente quando há um sistema frontal se propagando pela Região Sul trazendo o ar mais quente das áreas mais ao norte do Estado de São de Paulo", explica o meteorologista do CGE, Michael Pantera.


Ainda de acordo com a equipe de meteorologistas do CGE, os próximos dias seguem com condições típicas de verão, ou seja, sol e calor com pancadas de chuva no final das tardes.


No sábado (10) o sol favorece a elevação das temperaturas no decorrer do dia. As mínimas oscilam em torno dos 20°C, enquanto as máximas podem superar os 32°C. No final da tarde a nebulosidade aumenta e há condições para chuvas na forma de pancadas. 


Carnaval deve ser de sol e chuvas de fim de tarde em São Paulo

09/02/18 10:41 - Sexta-feira

De acordo com a equipe de meteorologia do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da Prefeitura de São Paulo (CGE), o Carnaval deve transcorrer com sol, calor e chuva nos fins de tarde. “As condições do tempo neste feriado serão típicas de verão e o calor deve prevalecer”, afirma Michael Pantera, meteorologista do CGE.  

No sábado (10) o sol favorece a elevação das temperaturas no decorrer do dia. As mínimas oscilam em torno dos 20°C, enquanto as máximas podem superar os 31°C. No final da tarde a nebulosidade aumenta e há condições para chuvas na forma de pancadas. 

O domingo (11) segue com sol entre nuvens e temperaturas em elevação no decorrer do dia. Os termômetros variam entre mínimas de 19°C e máximas que podem superar os 30°C. Entre o final da tarde e a noite retornam as condições para chuvas na forma de pancadas.

Já na segunda-feira (12) também se espera calor e variação de nuvens. Pancadas de chuva ocorrem no fim da tarde. As mínimas ficam em torno dos 19°C e máximas, próximas aos 31°C.

A terça-feira (13) transcorrerá com maior nebulosidade e possibilidade de chuva ainda pela manhã. À tarde, as chuvas devem se intensificar, podendo ter até forte intensidade. A mínima será de 18°C e a máxima, de 26°C.

Na quarta-feira (14) o tempo segue instável com chuvas alternadas com períodos de melhoria no decorrer do dia. As temperaturas oscilam entre a mínima de 18°C e a máxima de 24°C.


Janeiro é o 4° mais seco desde 1995

01/02/18 12:26 - Quinta-feira

As chuvas de janeiro ficaram 29,5% abaixo da média esperada para o mês na capital, de acordo com os pluviômetros do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da Prefeitura de São Paulo. A cidade registrou 184,4mm de chuva em média este mês, sendo que o esperado é de 261,7mm. A média histórica é calculada a partir da base de dados do CGE, que compila dados desde 1995. “Apesar da ocorrência de intensos temporais em algumas tardes, as chuvas continuaram ocorrendo de forma irregular ao longo do período, o que contribui para o menor acumulado em média”, explica Michael Pantera, meteorologista do CGE.

Assim, este é o 4° mês de janeiro mais seco da série histórica do CGE. Vale observar que o janeiro de 2017 foi o 3° mais chuvoso desde 1995, acumulando 375,7mm.

Entre os 33 pontos monitorados pelo CGE em São Paulo, o único que recebeu mais chuva que o esperado de acordo com a média histórica foi a estação meteorológica de Jaçanã/Tremembé, que acumulou 276,5mm de chuva. Os outros pontos de medição que receberam os maiores índices acumulados de chuva, depois de Jaçanã/Tremembé, foram CGE – Bela Cintra (237,1mm), Penha (236,8mm), COMDEC – Carandiru (234,9mm) e Guaianazes (233,0mm). As áreas menos chuvosas foram Butantã (100,3mm), Pirituba/Jaraguá (119,6mm), Cidade Ademar (125,5mm), Capela do Socorro (140,7mm) e Parelheiros (142,1mm).

Em relação às regiões, os índices pluviométricos médios foram maiores no Centro (220,2mm), seguido pelas zonas Leste (199,1mm), Norte (191,6mm), Sul (166,8mm) e Oeste (140,3mm).

Dos 31 dias de janeiro, 26 registraram chuva. A média de dias com chuva para o mês, de acordo com o CGE, é de 24 dias. O dia com maior acumulado médio na cidade foi o dia 29, com 25,9mm, seguido pelos dias 7 (17,7mm) e 30 (15,2mm). 

Janeiro é, de acordo com os dados do CGE, o mês mais chuvoso do ano em São Paulo. Para fins de comparação, os meses de janeiro com maiores índices foram os de 2010 (464,9mm) e 2011 (412,5mm). Já os janeiros mais secos foram os de 2007 (131,2mm), 1998 (159,3mm) e 2013 (166,9mm).

Temperaturas e Umidade

Neste mês, as temperaturas mínimas médias aferidas (19,2°C) ficaram próximas ao esperado de acordo com a série histórica (19,5°C). A madrugada mais fria deste mês, em média, foi a do dia 7, quando os termômetros oscilaram em torno dos 16,6°C. A menor temperatura, de 13,6°C, foi observada no dia 5 em Capela do Socorro.

As máximas (28,5°C), em média, variaram próximas à expectativa (28,4°C), porém com uma amplitude bem maior que as mínimas. Nos dias sete, oito, 26 e 30, o tempo mais nublado e chuvoso impediu que os termômetros subissem muito ao longo do dia. A tarde mais quente ocorreu no dia 24, em que a média das temperaturas máximas ficou em torno dos 33,5°C na cidade. Já no dia 17, a maior temperatura máxima absoluta do mês, de 36,3°C, foi registrada na Freguesia do Ó.

Quando à umidade relativa do ar, não houve dias com níveis críticos. De modo geral, os índices mínimos ficaram entre 40% e 60% na maior parte do mês.

Tendência para fevereiro e para os próximos dias

Para o mês de fevereiro espera-se chuvas dentro ou ligeiramente abaixo da média, continuando a ocorrer de forma irregular, e temperaturas dentro do normal histórico. Vale observar que a ocorrência de temporais durante as tardes é uma condição comum durante o verão e deve continuar ocorrendo em fevereiro, que é historicamente o segundo mês mais chuvoso para a capital paulista. “O fenômeno La Niña segue em curso no Pacífico Equatorial, mantendo a irregularidade das chuvas principalmente sobre o Sudeste e Centro-Oeste do Brasil”, completa Pantera. 

Os próximos dias seguem com sol e temperaturas em gradativa elevação.

A sexta-feira (02) segue com sol e poucas nuvens, o que favorece a elevação das temperaturas no decorrer do dia. Os termômetros variam entre mínimas de 18°C e máximas que podem superar os 29°C. Apesar do aumento de nebulosidade no final do dia, não há previsão de chuva para a capital paulista.

No sábado (03) o sol aparece entre nuvens e eleva as temperaturas no decorrer do dia. As mínimas oscilam em torno dos 19°C, enquanto as máximas podem superar os 28°C. No final da tarde a nebulosidade aumenta com a chegada da brisa marítima, porém não há condições para chuva. 




Pelo terceiro dia consecutivo Capital paulista bate recorde de temperatura

24/01/18 19:00 - Quarta-feira

Conforme dados das estações meteorológicas automáticas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, a tarde desta quarta-feira (24) registrou a temperatura máxima mais alta do ano com 33,5°C de média na Cidade. Já na Zona Norte, no bairro da freguesia do Ò esse valor foi ainda maior com 36,1°C.


Os dados do CGE confirmam que este é o terceiro dia consecutivo em que a Capital paulista registra temperaturas máximas altas. Na segunda-feira (22) a temperatura máxima chegou aos 32,7°C, enquanto na Freguesia do Ò, Zona Norte, o valor foi de 34,3°C. Já na terça-feira (23) o recorde foi de 33,3°C, e novamente a Freguesia do Ò, Zona Norte, computou 35,7°C.


"Essa condição de calor e altas temperaturas máximas é comum nesta época do ano, juntamente com as fortes chuvas no final das tardes”, comenta o meteorologista do CGE, Thomaz Garcia. 


A quinta-feira (25), aniversário dos 464 anos da Capital paulista, o sol aparece entre nuvens e a sensação de tempo abafado predomina. A partir do meio da tarde, o calor e a grande disponibilidade de umidade geram nuvens carregadas que provocam chuva em forma de pancadas com trovoadas. Há potencial para chuva forte, acompanhada de rajadas de vento e formação de alagamentos. Mínima 20°C e máxima de 29°C.


Na sexta-feira (26), a propagação de uma fraca frente fria próxima ao litoral paulista deixa o tempo instável na Capital e Grande São Paulo. As precipitações alternam com períodos de melhoria, e há potencial para chuva forte e formação de alagamentos. Os termômetros oscilam entre 20°C e 25°C.


Feriado prolongado do Aniversário de São Paulo terá tempo típico de verão

24/01/18 12:25 - Quarta-feira

A previsão dos meteorologistas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo para o feriado prolongado do Aniversário da cidade de São Paulo (25 de janeiro) é de calor e céu nublado durante o dia e possibilidade de chuvas fortes aos fins de tarde, exceto na sexta-feira (26), que deve transcorrer com tempo mais instável. 


“A frente fria que passará pelo oceano, na altura do litoral paulista, não será suficiente para causar frio, apenas para refrescar um pouco a cidade e provocar mais instabilidades”, explica Thomaz Garcia, meteorologista do CGE.

Na quinta-feira (25), aniversário dos 464 anos da capital paulista, o sol aparece entre nuvens e a sensação de tempo abafado predomina. A partir do meio da tarde, o calor e a grande disponibilidade de umidade geram nuvens carregadas, que provocam chuva em forma de pancadas com trovoadas. Há potencial para chuva forte, acompanhada de rajadas de vento e formação de alagamentos. Mínima 20°C e máxima de 29°C.


Na sexta-feira (26), a propagação de uma fraca frente fria próxima ao litoral paulista deixa o tempo instável na capital e Grande São Paulo. As precipitações alternam com períodos de melhoria e há potencial para chuva forte e formação de alagamentos. Os termômetros oscilam entre 20°C e 25°C.


Já no sábado (27) o céu permanece nublado, com pancadas de chuva e poucas aberturas de sol. As chuvas, que ocorrem à tarde, podem ser de forte intensidade. As temperaturas ficam entre a mínima de 19°C e a máxima de 26°C. 

O domingo (28) será de calor, céu nublado e chuvas a partir do meio da tarde, que podem ser fortes e vir acompanhadas de rajadas de vento. As temperaturas variam entre 20°C (mínima) e 28°C (máxima).


Capital paulista tem novo recorde de temperatura máxima

23/01/18 18:40 - Terça-feira

Segundo dados das estações meteorológicas automáticas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, a tarde desta terça-feira (23) registrou a temperatura máxima mais alta do ano com 33,3°C de média na Cidade. Já na Zona Norte, no bairro da freguesia do Ò esse valor foi ainda maior com 35,7°C.


Anterior a esse dado, a temperatura máxima mais alta do ano havia sido registrada na segunda-feira (22) com 32,7°C de média na Cidade, enquanto na Freguesia do Ò, Zona Norte, o valor foi de 34,3°C. Conforme previsto pelos meteorologistas do CGE, com o enfraquecimento da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que traz muitas nuvens e um vento mais frio, o sol predominou e elevou as temperaturas máximas.


"Para os próximos dias são esperadas condições típicas de verão, ou seja, sol e calor com pancadas de chuva no período das tardes. Não se descarta a ocorrência de novos recordes de temperatura máxima em São Paulo", comenta o meteorologista do CGE, Michael Pantera.


Na quarta-feira (24) persistem as condições de sol e temperaturas elevadas com pancadas de chuva entre o final da tarde e o início da noite. Os termômetros variam entre mínimas de 21°C e máximas de 32°C.


A quinta-feira (25), dia do aniversário de São Paulo, ainda começa com sol entre nuvens e temperaturas em elevação. Os termômetros variam entre mínimas de 21°C e máximas que podem chegar aos 31°C. No decorrer da tarde a nebulosidade aumenta e retornam as condições de chuvas na forma de pancadas com até forte intensidade para a Capital paulista.


Tarde de quarta-feira (17) é a mais quente do ano com 32,3°C

17/01/18 18:02 - Quarta-feira

De acordo com dados das estações meteorológicas automáticas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, a tarde desta quarta-feira (17) registrou a maior temperatura máxima do ano. Foram 32,3°C de média na Cidade, porém no bairro da Freguesia do Ò, Zona Norte, o valor foi ainda maior com 36,3°C.


Anterior a esta data, o dia mais quente do ano havia ocorrido em 14 de janeiro quando a média na Cidade foi de 31,1°C, já no dia 05 de janeiro o bairro da Freguesia do Ó computou 33,6°C. "Essa condição é normal para o verão que é historicamente a época mais quente do ano", comenta o meteorologista do CGE, Michael Pantera.


"Até agora não haviam sido observadas temperaturas tão altas, devido a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) que se encontrava sobre o norte da região sudeste trazendo para São Paulo muitas nuvens e ventos predominantes do quadrante sul, que transportavam um ar mais frio. Com o enfraquecimento desse fenômeno nos últimos dias o sol predominou nesta tarde e elevou as máximas”, explica Pantera.


Segundo previsão dos meteorologistas do CGE, os próximos dias seguem com condições típicas de verão, ou seja, sol e calor com pancadas de chuva no final das tardes.


A quinta-feira (18) segue com sol entre nuvens e temperaturas em elevação no decorrer do dia. A mínima esperada é de 20°C e máxima pode chegar aos 31°C. No final da tarde a nebulosidade aumenta e são esperadas chuvas na forma de pancadas para a Grande São Paulo.


Na sexta-feira (19) o tempo não muda muito, já que o sol aparece entre nuvens e favorece a elevação das temperaturas. Os termômetros variam entre mínimas de 21°C e máximas que podem chegar aos 30°C. As chuvas continuam ocorrendo na forma de pancadas que seguem concentradas entre o final da tarde e o início da noite.


Dezembro é o 5º mais seco desde 1995 em São Paulo

02/01/18 12:21 - Terça-feira

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da Prefeitura de São Paulo – CGE, o índice pluviométrico médio na cidade em dezembro de 2017, que apresentou 20 dias com chuva, foi de 140,9 mm. O número é cerca de 27% menor que a média histórica para o período, que é de 193mm, calculada com os índices mensais desde 1995.

Dezembro de 2017 é o 5º mais seco da série histórica do CGE, ficando atrás apenas dos anos de 2013 (97,2mm), 1999 e 2003 (ambos com 117,2mm) e 2008 (123,6mm). Os dezembros mais chuvosos observados pelo CGE foram os de 2012, com 305,1mm, 1996, com 278,0mm, 2009, com 260,4mm, 2000, com 252,0mm, e 2010, com 239,9mm. Vale lembrar que em dezembro de 2016 o acumulado médio foi de 144,9mm na cidade.

“As chuvas neste mês foram muito irregulares e somente nos últimos 10 dias do mês é que houve uma recuperação nos índices pluviométricos. Mesmo assim, não foi suficiente para atingir a média”, afirma Thomaz Garcia, meteorologista do CGE. “Na primeira quinzena deste mês, a formação de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) sobre o norte do Sudeste interferiu, concentrando a umidade naquela região e causando falta de chuvas na cidade de São Paulo”, completa.

As regiões em que mais choveu em dezembro, respectivamente, foram a Zona Oeste, com 162,0mm, seguida pelas zonas Leste, com 149,5mm, Norte, com 148,0mm, Centro, com 129,8mm, e Sul, com 119,7mm. Todos os índices médios regionais ficaram abaixo da média esperada.

Apenas 2 dos pluviômetros monitorados pelo CGE na capital superaram a média esperada para o mês. As regiões com maior precipitação foram respectivamente Penha, com 200,9mm, Lapa, com 198,8mm, Vila Mariana, com 190,0mm, e Itaquera, com 181,1mm. As prefeituras regionais que registraram os menores índices de chuva foram as de Cidade Ademar, com 84,6mm, Parelheiros, com 87,8mm, Campo Limpo, com 98,8mm, e M’Boi Mirim, com 101,2mm. 

Em relação às temperaturas, tanto as mínimas quanto as máximas ficaram dentro do esperado de acordo com a média histórica. Os índices de umidade observados também oscilaram dentro do normal para o período. 

Tendência para os próximos dias

Na quarta-feira (03), o tempo muda. A madrugada ainda será quente e abafada, com termômetros por volta dos 21°C e chuvas isoladas e fracas. A propagação de uma frente fria aumenta as condições para a ocorrência de volumes mais expressivos de chuva a partir da tarde. Essa condição eleva o potencial para a formação de alagamentos, transbordamento de rios e córregos e escorregamentos de encostas em áreas de risco. A máxima alcança os 26°C e a mínima de 20°C será registrada no período da noite.

Na quinta-feira (04), o sistema frontal se afasta e os ventos passam a soprar do quadrante sul. O sol aparece entre muitas nuvens, mas não predomina. Não há expectativa de chuva. Mínima de 19°C e máxima de 27°C.



Réveillon transcorre sob condições típicas de verão

29/12/17 14:29 - Sexta-feira

De acordo com os meteorologistas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, o fim de semana que antecede o primeiro dia de 2018, deve transcorrer sob condições típicas de verão, com sol, calor e chuva.

"O sábado (30) será chuvoso, porém com períodos de melhoria. As pancadas mais fortes estarão concentradas durante a tarde. Em decorrência do solo encharcado, há potencial para formação de alagamentos e deslizamentos nas áreas de risco", explica o técnico em meteorologia do CGE, Adilson Nazário. Os termômetros oscilam entre 19°C e 25°C, com taxas de umidade entre 72% e 98%.

"No último dia do ano, a Cidade de São Paulo deve amanhecer com sol entre nuvens e termômetros na casa dos 19ºC. A temperatura máxima se eleva um pouco mais em relação aos últimos dias, com máxima prevista de 27ºC e índices de umidade do ar entre 60% e 95%", comenta Nazário. A partir da tarde, a combinação de calor e alta umidade do ar formam nuvens carregadas que provocam pancadas com até forte intensidade, mas de forma isolada e sem uma região preferencial. Essas chuvas podem se prolongar, inclusive, para a hora da virada.

Pouca coisa muda no primeiro dia de 2018. A manhã começa com sol entre nuvens e temperatura mínima de 21°C. Durante o período da tarde, a máxima alcança os 29°C, e são esperadas pancadas de chuvas isoladas. A umidade relativa do ar deve oscilar entre 52% e 90%.

Segundo os modelos numéricos de previsão estendida, a primeira semana do ano deve transcorrer sob condições típicas de verão, ou seja, com sol, sensação de tempo abafado e pancadas de chuvas nos finais das tardes.


Véspera de Natal terá chuva durante a tarde e noite

22/12/17 17:12 - Sexta-feira

De acordo com previsão dos meteorologistas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da Prefeitura de São Paulo, o final de semana que marca a véspera e dia de Natal, devem transcorrer com sol, calor e chuvas no final das tardes.


O sábado (23), que antecede as festividades, o sol aparece entre nuvens durante a manhã, desta forma, a temperatura apresenta ligeira elevação e a sensação de tempo abafado aumenta. A partir da tarde, há potencial para pancadas de chuva isoladas com até forte intensidade. Os termômetros oscilam entre 19°C e 30°C.


A manhã do domingo (24), véspera do Natal, terá muitas nuvens, aberturas de sol e sensação de calor. "A partir da tarde, a propagação de uma frente fria pelo litoral paulista aumenta o potencial para chuvas generalizadas e formação de alagamentos. Há potencial para descargas elétricas e rajadas de vento", explica o meteorologista do CGE, Thomaz Garcia. Essa condição para se prolongar para o período da noite. Mínima de 20°C e máxima de 30°C.


Já na segunda-feira (25) dia de Natal, as chuvas ocorrem de forma intermitente, com períodos de melhoria. A sensação de tempo abafado e a grande disponibilidade de umidade ajudam a formar áreas de instabilidade que provocarão chuvas de moderadas a forte entre a tarde e a noite. Mínima 18C e máxima de 25?C.


Segundo os modelos numéricos de previsão estendedia, a próxima semana deve trancorrer com sol entre nuvens e sensação de tempo abafado, com chuvas típicas de verão concentradas principalmente durante as tardes e início das noites.

Fevereiro de 2018


D S T Q Q S S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28

Janeiro de 2018


D S T Q Q S S
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31

Dezembro de 2017


D S T Q Q S S
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31